O erro certo

Que estamos fadados ao erro é uma certeza universal

Cabe a cada um de nós, porém

Escolher os melhores erros para se errar

Caso algum dia escolhermos um erro horrível, que cometamos um pior, pois o anterior não terá sido o pior erro, apenas o melhor.

Pôr a vida à prova de seus próprios erros é a forma mais correta de se viver.

Viva caminhos tortos por trilhas retas, mas permita-se preferir caminhar difíceis trilhas vivendo caminhos retos e plenos.

 

Um sonho de desenho

Não sei o que desenhar

Toda minha inspiração está adormecida

Num sonho daqueles que não se lembra de nada

Só sabemos que sonhamos

Talvez meus desenhos tenham se escondido junto aos sonhos

Ou os sonhos aos desenhos

Lembrei-me então,

Que nunca precisei saber o que desenhar, apenas o fazia

Assim como os desenhos, os sonhos , apenas os faço.

Chuvinhando

A chuva cai de mancinho e engana aqueles que a julgam fraca.

Ela se demora e enche rios e casas .

Fica mais forte e faz a pele arder com suas gotas ríspidas.

Gotas que lavam o corpo com sua força

Uma força irresistível, no entanto s não me tento

Mas a chuva me distrai,

agora inunda meu coração ,

E assim  meu corpo explode, deixando a água escorrer pelos olhos

Quando a chuva passa, o coração fica vazio

Murcho, sem nada

À espera de uma nova tempestade, à enchê-lo novamente.

 

Indiferença

A indiferença é algo escondido

meio reprimido, mas repressivo.

Ninguém imagina sofrer por indiferença.

E a indiferença de não imaginar isso

penetra tão vagarosamente na mente

que quando já se está infectado

já é tarde demais,

a indiferença já te dominou.

A indiferença de notar algo, de sentir, de mentir.

Nos sentimos abandonados, sozinhos e desiludidos

Deixados de lado por tudo e por todos,

como só mais uma peça sobressalente do quebra cabeça

Sermos indiferentes na vida de alguém, na nossa própria existência.

Que me critiquem, que falem mal,

Mas que notem minha existência, só pra dizer que fiz diferença nesse mundo.

Só pra dizer que  fiz algo,

que sou digna desse lugar.

Direi adeus um dia.

Apenas no dia que tiver minha marca nas veias desse mundo,

Quando tiver injetado o meu eu aqui, e sentirem minha falta.

Presa entre os nós

Presa entre seus nós

Não sei te livrar deles

Nem sei se devo

São seus nós.

Tenho mesmo que ajudar?

Talvez eu também tenha nós à desatar

Nós para fazer,

Arrebentar a linha,

Perder a linha…

Parece que tenho que ser perfeita

Sem nós, como cabelos lisos escorridos.

Desculpe-me, meus cabelos são cacheados

Cheios de ondas,

De nós.

Agora vê que tenho meus próprios nós?

Queria muito te ajudar, pois me enrosco nos teus nós

Mas se o jeito é me afastando dessa pessoa

Dessa pessoa a quem tenho tanto amor e respeito..

Acho que é o único modo para continuarmos convivendo.

Por favor, não ache que é fácil para mim, pois não é.

 

 

para J.